Postado em 28 de Novembro de 2016 às 16h20

“Platão e a linguagem poética: o prenúncio e a linguagem poética”

Notícias em destaque (318)
Platão, quando jovem, começou a compor seus diálogos; neste tempo percorreu um caminho até chegar à República, onde começou a ver e se instalar no mundo de outra maneira. Os diálogos escolhidos neste livro (Íon, Eutífron, Hípias Menor, Protágoras, Mênon e Crátilo), dentre aqueles que o filósofo teria escrito ainda na sua juventude, podem nos dar uma amostra, ainda que parcial, do caminho percorrido por Platão. Para nós, bastará chegarmos às portas da cidade. Não nos interessa transpor seus muros.
    O combate à poesia se faz como uma característica determinante da filosofia. O livro fala sobre a autenticidade e a cronologia das obras de Platão e também prepara o leitor para ler as obras deste grande filósofo da antiga Grécia. No contraste com a linguagem poética, a filosofia determina contornos e constitui regras.


Veja também

“Prospecções filosóficas: Platão e Aristóteles, Estética, Hermenêutica e Teologia”21/12/17 Reunidos aqui, neste livro, sob o título de “Prospecções filosóficas: Platão e Aristóteles, Estética, Hermenêutica e Teologia”, encontraremos alguns dos resultados de uma década de investigações do professor Fausto dos Santos Amaral Filho. Para ele, essa década foi marcada não tanto pelo teor ou pela quantidade das......
Obra discute o espaço urbano25/05/16 A reflexão sobre as políticas urbanas dos “globalizados” anos 1990 que a autora apresenta constitui-se uma importante referência sobre a produção e a gestão das grandes cidades.Curitiba e Barcelona,......

Voltar para Notícias