Postado em 12 de Fevereiro de 2019 às 16h10

“Cooperativa de Crédito Rural: agente de desenvolvimento local ou banco comercial de pequeno porte?”

Notícias em destaque (318)

Fábio Luiz Búrigo apresenta nesta obra uma retrospectiva da cooperação cooperativista e em especial da trajetória das cooperativas de crédito no Brasil. Um livro essencial como referência para quem pretende desenvolver o cooperativismo nas regiões catarinenses. As pesquisas e as análises desenvolvidas na obra são importantes para obter resultados significativos sobre os sistemas que moldam o cooperativismo de crédito rural no Brasil.

Esta obra é trabalho percursor na análise da constituição de cooperativas vinculadas com movimentos sociais, criando novas perspectivas e soluções para o desenvolvimento desse trabalho em comunidades rurais mais pobres, buscando superar as desigualdades da concentração de renda no Brasil e a diferenciação social entre agentes financeiros e comunidades, com o objetivo de aumentar a oferta de serviços financeiros para a maioria da população.

Como a expansão de mercado é uma das principais pautas abordadas, o livro procura trazer um melhor entendimento dos instrumentos de metodologias utilizados pelo mercado, mostrando, assim, novas formas de pensar e refletir sobre como essas organizações atuam em relação à sociedade e como isso afeta pessoas com poucos recursos financeiros. 

Sobre o autor

Fábio Luiz Búrigo é natural de Criciúma (SC). Em 1987 formou-se Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Durante sete anos trabalhou na Fundação Rureco, uma ONG que atua com organizações de agricultores familiares da região centro-oeste do Paraná. De 1995 a 2002 colaborou com o Centro de Estudos e Agricultura de Grupo (Cepagro), em Florianópolis. Nesse período, estimulou a constituição de diversas cooperativas de crédito rural em Santa Catarina e divulgou sua experiência em várias partes do Brasil e no exterior. Em 1999, depois de participar de programa de intercâmbio com a França, onde frequentou aulas em universidades e conheceu os sistemas cooperativos e as organizações de apoio ao meio rural daquele país, concluiu seu curso de mestrado em Agroecossistemas na UFSC com a dissertação que fundamentou o presente livro. Em 2002 desligou-se do Cepagro para cursar doutorado no Programa de Pós-graduação em Sociologia Política da UFSC. A partir de 2004 atuou como consultor do Ministério de Desenvolvimento Agrário e pesquisador independente. Participa do Núcleo de Estudos Sociopolíticos do Sistema Financeiro e possui trabalhos publicados sobre cooperativismo, Crédito Rural, microfinanças e desenvolvimento.

Veja também

“Uma ideia moderna de literatura: textos seminais para os estudos literários (1688-1922)”26/02/19 As artes verbais passaram por um intenso processo de reinvenção no período de fins do século XVII ao início do XX. Essa trajetória e as mudanças que nela ocorrem podem ser notadas através das obras de filósofos, retóricos, poetas, ficcionistas, críticos e historiadores literários, que refletem os diversos aspectos da......
Raquel Campos visita a Editora Argos28/10/16 No dia 25 de outubro, a autora do livro “Entre ilustres e anônimos: a concepção de história em Machado de Assis” esteve na sede da Editora Argos em breve passagem. A autora também participou do II Colóquio......

Voltar para Notícias