Postado em 16 de Março de 2016 às 16h24

Livro retrata tradição dos produtos coloniais

Notícias em destaque (318)
Salame, queijo, pão caseiro, vinho e pé de moleque. Além de deliciosos, esses alimentos são muito tradicionais, e quase sempre estão na mesa de quem mora no oeste catarinense. A produção desses alimentos ocorre de forma artesanal, em pequenos estabelecimentos agrícolas familiares, que se baseiam em um conjunto de conhecimentos tradicionais para sua elaboração.
Este conjunto está sistematizado no livro “Produtos coloniais: tradição e mudança”, do autores Clovis Dorigon, Arlene Renk, Milton Luiz Silvestro, Clécio Azevedo da Silva e Juliana Savio, publicado pela Argos Editora da Unochapecó. A obra é resultado da pesquisa realizada na região, com o objetivo de resgatar e sistematizar conhecimentos tradicionais na elaboração de produtos coloniais. Os alimentos são produzidos com base na tradição de diferentes etnias, tendo como matéria-prima produtos agrícolas, cultivados no próprio estabelecimento.



Veja também

João Cezar de Castro Rocha lança obra “Leituras desauratizadas” em Belo Horizonte14/06/18      No dia 18 de junho, em Belo Horizonte (MG), João Cezar de Castro Rocha, autor de “Leituras desauratizadas: tempos precários, ensaios provisórios”, promove o lançamento do livro no evento de comemoração dos 10 anos do Programa de Pós-Graduação do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais......
Chapecó 100 anos: histórias plurais04/08/17 São diversas as hipóteses relacionadas à origem e ao significado do nome do município. A grande maioria aponta Chapecó como vocábulo de origem Kaingang, que significa: “Donde se avista o caminho da......

Voltar para Notícias