Postado em 01 de Outubro de 2019 às 15h03

“A colonialidade e as contradições do desenvolvimento: desafios à efetivação dos direitos humanos na América Latina”

Notícias em destaque (318)

No dia 1º de outubro acontece o lançamento da obra “A colonialidade e as contradições do desenvolvimento: desafios à efetivação dos direitos humanos na América Latina”. O lançamento acontece às 19h no Salão Nobre, na Unochapecó. O evento tem entrada gratuita.

O livro é resultado da pesquisa acadêmica desenvolvida pelas autoras, visando o amplo debate sobre a colonialidade que permanece até os dias de hoje na sociedade latino-americana. A obra aborda os problemas sociais e ambientais que aumentam cada vez mais na sociedade industrial e globalizada da modernidade, enfrentados geralmente pelas minorias e/ou populações mais vulneráveis e marginalizadas. O estudo explora a descoberta e a colonização da América Latina, que influencia sobremaneira o seu modelo de “desenvolvimento”.

 

O livro examina as questões ambientais e sociais decorrentes do modo de produção e consumo que tende a conflitar com a capacidade do próprio planeta em suportá-los. Nesse sentido, muito embora a obra concentre atenção na América Latina, ao fim e ao cabo questiona e toca em um tema essencial, que diz respeito à continuidade da vida humana na Terra.” (Família da Taís Wengenovicz).

 

 

Sobre as autoras

Maria Aparecida Lucca Caovilla – Doutora em Direito, na área de concentração Direito, Política e Sociedade, e mestre em Direito, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Docente do Curso de graduação em Direito e do Programa de Pós-Graduação (Mestrado) em Direito da Unochapecó; coordenadora do projeto de pesquisa: Observatório de Políticas Constitucionais Descolonizadoras para a América Latina; coordenadora da Rede de Pesquisa: Constitucionalismo Latino-Americano, Direitos da Cidadania e Justiça Ambiental; coordenadora do Grupo de Pesquisa Direitos Humanos e Cidadania; integrante do Projeto de Extensão Comunitária Jurídica (PECJur); membro da Rede Internacional para o Constitucionalismo Democrático Latino-Americano; autora do livro: “Descolonizar o Direito na América Latina: o modelo do pluralismo e a cultura do bem-viver” (Argos, 2016) e “Acesso à Justiça e Cidadania” (Argos, 2006). Atua como pesquisadora no Programa de Mestrado em Direito (PPGD) da Unochapecó, na linha de pesquisa: Direito, Cidadania e Socioambientalismo. Desenvolve pesquisa nos seguintes temas: Novo Constitucionalismo Latino-Americano, Pluralismo Jurídico, Filosofia da Libertação, Interculturalidade, Direitos Humanos, Cidadania, Acesso à Justiça, Democracia, Ensino Jurídico, Direitos da Natureza, Desenvolvimento, Justiça Ambiental e Bem-Viver.

 

Taís Wengenovicz (in memoriam) – Foi acadêmica do curso de graduação em Direito da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), com previsão dos créditos teóricos em novembro de 2018. Foi membro do Grupo de Pesquisa “Direitos Humanos e Cidadania”, desde julho de 2017, onde iniciou uma brilhante trajetória na iniciação científica. Seu sonho era tornar-se uma grande pesquisadora e seguir na carreira docente. O desejo de Taís era tão forte que, em tão pouco tempo de atuação junto ao grupo de pesquisa, construiu um belo alicerce na produção científica, publicando em eventos nacionais e internacionais. Enaltecer e eternizar sua caminhada acadêmica e científica, que teve sua existência, nesse plano, ceifada tão precocemente, passou a ser nossa responsabilidade...

Veja também

“Ciclos econômicos regionais: modernização e empobrecimento no Extremo Oeste catarinense”04/07/19 Em meio a terras hospedadas por pequenas propriedades de agricultura familiar no Oeste Catarinense, a obra inicia um estudo histórico-cultural abordando desde o período de colonização até os dias atuais, mostrando como o passar do tempo influenciou parte do sistema de rotação de terras que contribuiu aos poucos para a redução da produtividade......
Dia do Agricultor28/07/16 O Dia do Agricultor é celebrado em 28 de julho, data criada em razão de ter sido nesse dia, em 1960, a fundação do Ministério da Agricultura, no mandato de Juscelino Kubitschek. É importante não confundir essa......

Voltar para Notícias